quinta-feira, 18 de julho de 2013

Estudantes de Fortim são premiados na Spaece 2012

Dois alunos da Escola Estadual Helenita Lopes Gurgel Valente se destacaram na Spaece 2012

Dois estudantes da escola Helenita, localizada na comunidade de Viçosa, em Fortim, estão na lista de premiados pelo bom desempenho na prova do Sistema Permanente de Avaliação da Educação Básica do Ceará (Spaece-2012). O exame aplicado pelo Governo do Estado do Ceará teve seu resultado divulgado hoje (18) pela Secretaria Estadual da Educação (Seduc).

Isaias Lima de Araújo Neto e Jeovane Carneiro da Costa foram os únicos estudantes do município a se enquadrarem na categoria de alunos com nível adequado de conhecimento em Língua Portuguesa e Matemática. Os estudantes serão premiados com um notebook cada. 

De acordo com a Seduc, o objetivo da Spaece é "fornecer subsídios para formulação, reformulação e monitoramento das políticas educacionais, além de possibilitar aos professores, dirigentes escolares e gestores um quadro da situação da Educação Básica da rede pública de ensino".

Confira a lista dos premiados: Clique aqui

Fonte: Seduc
  
,

quarta-feira, 27 de março de 2013

Fortim, 21 anos de emancipação política

Foto: blog Portal Canoa
    O município de Fortim completa hoje, 27 de março, 21 anos de emancipação política. Banhado pelas águas do Rio Jaguaribe, Fortim nasceu em 1603 com a construção do Forte São Lourenço por Pero Coelho, apontado como o colonizador do estado do Ceará. No entanto, Fortim só ganhou título de município em 1992, até então fazia parte de Aracati, município vizinho.

    Para comemorar o aniversário da cidade o Governo Municipal promove à noite festa com a banda Lagosta Bronzeada e o cantor André Luvi. A festa esta prevista para às 22 horas no largo da praça São Pedro no centro.
Foto: Gabriel Maia


Foto: Blog Juventude em Foco





terça-feira, 26 de março de 2013

Prefeitura realiza entrega de casas populares em Fortim

Foto divulgação (Editada)
    O Governo Municipal de Fortim realizou ontem (25) a entrega de 40 casas populares no conjunto habitacional Vila da Paz. A construção das residências faz parte do projeto Minha Casa Minha Vida do Governo Federal.
     Em Fortim, o projeto que iniciou em 2010, é coordenado pela Secretaria de Ação Social e Cidadania e pelo Centro de Referência e Assistência Social-CRAS. O projeto beneficia 40 famílias de baixa renda. Segundo informou a prefeitura, a previsão é que nos próximos anos sejam construídas mais 100 casas do programa no município.

quinta-feira, 21 de março de 2013

Câmara aprova implantação de Educação Ambiental nas escolas

    A Câmara Municipal de Fortim aprovou durante a última sessão (15 de março),  projeto de lei de autoria da vereadora Kath Anne Meira que prevê a implantação do ensino da Educação Ambiental na grade curricular das escolas municipais. 

    Segundo o projeto de lei de número 001/2013, a educação ambiental nas escolas públicas de Fortim prevê abordar dentro da sala de aula questões ambientais em nível local, regional, nacional e global. 


    Caberá ao Poder Público na execução da lei propiciar o desenvolvimento do entendimento integrado do meio ambiente em suas diversas e complexas relações. O ensino ambiental tomará como base os preceitos ecológicos, psicológicos, legais, políticos, sociais, econômicos, científicos, culturais e éticos. 

    A lei deverá ainda passar pela sanção do Poder Executivo e ser publicada no Diário Oficial para entrar em vigor. No entanto, o projeto de lei não explica como o ensino da educação ambiental será implantado na prática dentro das escolas. 

Confira o projeto de lei: 

PROJETO DE INDICAÇÃO Nº 001/2013
DISPÕE SOBRE A EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO CURRÍCULO ESCOLAR DA REDE PÚBLICA DO MUNICÍPIO DE FORTIM E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.
Art. 1º Fica instituído o ensino de educação ambiental no currículo das escolas públicas municipais. Art. 2º Entendem-se por educação ambiental os processos por meio dos quais o indivíduo e a coletividade constroem valores sociais, conhecimentos, habilidades, atitudes e competências voltadas para a conservação do meio ambiente, bem de uso comum do povo, essencial à sadia qualidade de vida e sua sustentabilidade. Art. 3º As atividades educacionais, no cumprimento desta lei, observarão os seguintes princípios: I - o enfoque humanista, holístico, democrático e participativo; II - a concepção do meio ambiente em sua totalidade, considerando a interdependência entre o meio natural, o sócio-econômico e o cultural, sob o enfoque da sustentabilidade;
III - o pluralismo de idéias e concepções pedagógicas, na perspectiva da inter, multi e transdisciplinaridade; IV - a vinculação entre a ética, a educação, o trabalho e as práticas sociais; V - a garantia de continuidade e permanência do processo educativo; VI - a permanente avaliação crítica do processo educativo;
VII - a abordagem articulada das questões ambientais locais, regionais, nacionais e globais; VIII - o reconhecimento e o respeito à pluralidade e à diversidade individual e cultural. Art. 4o O Poder Público na execução desta lei levará em conta os seguintes objetivos: I - o desenvolvimento de uma compreensão integrada do meio ambiente em suas múltiplas e complexas relações, envolvendo aspectos ecológicos, psicológicos, legais, políticos, sociais, econômicos, científicos, culturais e éticos; II - a garantia de democratização das informações ambientais; III - o estímulo e o fortalecimento de uma consciência crítica sobre a problemática ambiental e social; IV - o incentivo à participação individual e coletiva, permanente e responsável, na preservação do equilíbrio do meio ambiente, entendendo-se a defesa da qualidade ambiental como um valor inseparável do exercício da cidadania;
V - o estímulo à cooperação entre as diversas regiões do País, em níveis micro e macrorregionais, com vistas à construção de uma sociedade ambientalmente
equilibrada, fundada nos princípios da liberdade, igualdade, solidariedade, democracia, justiça social, responsabilidade e sustentabilidade; VI - o fomento e o fortalecimento da integração com a ciência e a tecnologia; VII - o fortalecimento da cidadania, autodeterminação dos povos e solidariedade como fundamentos para o futuro da humanidade. Art. 5º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.


sexta-feira, 15 de março de 2013

Feriado de São José, prefeitura decreta ponto facultativo

      A prefeita de Fortim, Adriana Pinheiro Barbosa (Aninha de Kito) decretou ponto facultativo no dia 18 de março  (segunda-feira), em respeito ao dia do padroeiro do estado do Ceará, São José, no dia 19 (terça-feira). O decreto publicado hoje (15), afirma também que o serviço público nessas ocasiões é de puco rendimento e funciona de forma descontinuada. No entanto, funciona normalmente os serviços considerados de urgência e aqueles essenciais para o funcionamento da máquina pública. 

Fonte: Diário Oficial dos Município do Ceará

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Prefeitura de Fortim desativa 4 escolas

Escola Júlia de Oliveira na comunidade de Tapuio
O Governo Municipal de Fortim publicou hoje (28) no Diário Oficial dos Municípios o decreto que desativa 4 escolas de ensino fundamental. As instituições de ensino são: Maria Pereira (Carnaubinha), João Anastácio (Volta Grande), Júlia de Oliveira (Tapuio) e Heitor Gurgel (Campestre). 

Segundo a prefeitura o fechamento das escolas é devido a baixa incidência de alunos matriculados. O decreto informa que, segundo o Ministério da Educação (MEC), é necessário o número  mínimo de 25 alunos matriculados em cada sala de aula para o funcionamento de um grupo escolar. 

Os alunos dessas escolas foram transferidos para outras instituições na mesma região. Já nos prédios desativados deverão funcionar novos postos de saúde. 

Fonte: Diário Oficial dos Municípios do Ceará

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Governo Municipal prorroga Situação de Emergência

O Governo Municipal de Fortim prorrogou por mais 90 dias a Situação de Emergência em áreas do município afetadas pela estiagem. Segundo decreto publicado hoje (20) no Diário Oficial do Municípios do Ceará, Fortim vem sofrendo com os efeitos negativos provocados pela falta de chuva.

De acordo com relatório da Funceme, em Fortim choveu apenas 455,9 mm no período de janeiro a novembro de 2012, totalizando uma queda na quadra chuvosa de 57,80% em relação a média histórica do município que é de 1.303,4 mm. As localidades mais afetadas pela falta de chuva são os distritos de Barra, Maceió, Visoça, Guajirú e Campestre.

Devido a estiagem foi verificado uma perda na produção agrícola na ordem de 54,74% conforme relatório da Ematerce. Outras perdas também foram registradas no setor pecuário, provocando a venda de rebanhos de bovinos, ovinos e caprinos por um valor inferior ao do mercado, devido a baixa incidência de água no lençol freático para a alimentação dos animais.

Fonte: Diário Oficial dos Municípios do Ceará